Membros

Coordenação

Vinícius Carvalho da Silva - Faculdade de Ciências Humanas - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Professor de Filosofia na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Colaborador na disciplina de Filosofia da Ciência na pós-graduação (mestrado e doutorado) em Biofísica do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IBCCF-UFRJ) e da disciplina de Filosofia da Física (graduação) do Instituto de Física Armando Dias Tavares da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IF-UERJ). Colaborador no Mestrado Profissional em Filosofia na Universidade Federal do Tocantins (UFT). Doutor e mestre em Filosofia da Ciência e Teoria do Conhecimento pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) com pós-doc em Saúde Pública pelo Instituto de Medicina Social da UERJ. É membro do Masterclass Internacional de Física de Partículas do Instituto de Física da UERJ, do grupo de pesquisa Estudos Sociais e Conceituais de Ciência, Tecnologia e Sociedade (ECTS) do Departamento de Filosofia da UERJ, do Grupo de Teoria e História dos Conhecimentos, do Instituto de Física da USP (TEHCO - IFUSP) e do Grupo de Pesquisa "Lógica, Linguagem e Ciência" da UFT. Tem experiência na área de História e Filosofia da Ciência, e Estudos de Ciências. Suas principais áreas de interesse são a filosofia dos físicos, pressupostos metafísicos e princípios axiológicos das teorias físicas, a questão do valor da ciência, problemas filosóficos nas interpretações da mecânica quântica e ensino e divulgação de práticas integradas de filosofia e ciências.

Ronaldo Moraca - Faculdade de Ciências Humanas - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -UNESP - (1996) e mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -UNESP - (1999). Doutorando em Filosofia pela UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos) na linha de pesquisa A gênese do conceito de subjetividade nas filosofias moderna e contemporânea. Atualmente é professor assistente, regime de dedicação exclusiva, da Universidade de Mato Grosso do Sul - UFMS.

Erickson Cristiano dos Santos - Faculdade de Ciências Humanas - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Física pela Universidade Federal de São Carlos (1996), graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2009), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2011). Professor adjunto de filosofia da UNESPAR/FAFIUV (2012-2013) e, a partir de fevereiro de 2014, da UFMS/CCHS - Campo Grande.

Membros 

Antonio Augusto Passos Videira - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986) e doutorado em Filosofia - Université de Paris VII - Universitée Denis Diderot (1992). Realizou estudos doutorais na Universidade de Heidelberg (1988-1989) e na Universidade de Paris VII (1989-1992). É professor titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, além de professor colaborador no Programa de Ensino e História da Matemática (UFRJ), professor convidado no Instituo de Biofísica (UFRJ) e pesquisador colaborador no CBPF. Atuou como docente no Mestrado em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde a Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz. Foi pesquisador do Observatório Nacional de 1994 a 1999.Em 2006, estagiou durante um mês no Max-Planck Institut fuer Elementarteilchenphysik (Munique, Alemanha), onde realizou pesquisas no Arquivo Werner Heisenberg. Realizou estágios de pós-doutoramento nas Universidades de Évora (Portugal), Federal da Bahia, Federal de Santa Maria, Estadual de Campinas (2003), Humdolt-Universität em Berlim (2010, Alemanha) e nos Archives Henri Poincaré (2010, França), Universidade de Lisboa (2010). Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Ciência, atuando nos seguintes domínios: filosofia da natureza, filosofia da física, história da astronomia, biografias científicas, história da física e divulgação da ciência. É membro correspondente da Academia Paraense de Ciências desde 2011.

Carlos Bengaly - Observatório Nacional

Bacharel em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010), mestrado em Astronomia pelo Observatório Nacional (2013 - Dissertação: Galáxias em altos redshift e energia escura: vínculos atuais e previsões) e doutorado também pelo Observatório Nacional - RJ (2016 - Tese: Testes observacionais da isotropia cosmológica). Pós-doutorado entre 2017 e 2019 pela University of Western Cape, na África do Sul, acerca de previsão dos vínculos observacionais sobre o Princípio Cosmológico com o levantamento Square Kilometer Array (SKA), além de um pós-doutorado entre 2019 e 2020 pela Universidade de Genebra, Suiça, acerca do levantamento em rádio HIRAX, e atualmente pós-doutorado PCI pelo Observatório Nacional - RJ. Tem como interesse profissional a pesquisa na área de Cosmologia, mais especificamente sobre testes de hipóteses fundamentais em Cosmologia, simulações cosmológicas, e energia escura.

Maria Cristina Machado Motta - Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Ciências Biológicas Licenciatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988), mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) e pós-doutorado pela Fiocruz Paraná em Biologia Molecular (2003). Além disso, possui pós-graduação lato-sensu em Filosofia Contemporânea, Filosofia das Diferenças e Filosofia Antiga pela PUCRio. Atualmente é professor associado do Laboratório de Ultraestrutura Celular Hertha Meyer do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Cientista do Nosso Estado (FAPERJ). Atua principalmente na área de Parasitologia, onde utiliza protozoários tripanosomatídeos como modelo de estudo através de abordagem celular, bioquímica e molecular. Principais linhas de pesquisa: 1 - Tripanosomatídeos monoxênicos que contêm bactéria simbiótica como modelo de estudo para a evolução celular 2 - Caracterização do cinetoplasto de tripanosomatídeos através de estudos quimioterápicos e do mecanismo de replicação do kDNA

David Monteiro de Souza Júnior  - Instituto de Química - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

David Monteiro de Souza Junior é graduado, mestre e doutorando em química pelo Instituto de Química da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Atuou como bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil em nível de iniciação científica nos projetos "Desenvolvimento De Um Protótipo Para A Utilização De Catalizadores Heterogêneos Na Produção de Biodiesel Em Escala Piloto", coordenado pela Professora Doutora Gabriela Ramos Hurtado. Bem como voluntário de iniciação cientifica no SINTMOL (Laboratory of Synthesis and Transformation of Organic Molecules), e posteriormente bolsista do CNPq, no projeto, "Síntese de Novas Porfirinas para Aplicação Tecnológicas", sob orientação do Professor Doutor Adilson Beatriz. Defendeu a tese de conclusão de curso intitulada "Robert Boyle e a Estruturação do Pensamento Químico: Uma proposta de ensino da Lei de Boyle a partir da Filosofia Cristã Reformacional", sob orientação dos Professores Doutores Onofre Salgado Siqueira e Marco Antônio Utrera Martines. Desenvolve sua pesquisa de mestrado como bolsista CAPES com o título "Estudos Da Aplicação Da Metodologia De DOS Para Transformações No Aduto De Diels-Alder Triciclo[6.2.1.02,7]undeca-4,9-dien-3,6-diona", sob orientação dos Professores Doutores Adilson Beatriz e Jamal Rafique Khan. Colaborou na publicação "Selenylated-oxadiazoles as promising DNA intercalators: Synthesis, electronic structure, DNA interaction and cleavage. DYES AND PIGMENTS?". Pesquisa de doutorado, "Transition metal free C-H bond chalcogenation of imidazo-heteroarenes". Início: 2021. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. 

Eduardo Simões - Colegiado de FilosofiaUniversidade Federal do Tocantins 

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros (2001), mestrado (2008) e doutorado (2012) em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Tem experiência na área de Filosofia atuando com temas ligados à Lógica, Filosofia da Linguagem, Filosofia da Ciência, Ética, H. Hertz e L. Wittgenstein. Atuou em atividades administrativas e de representação como coordenador de graduação, de pós-graduação e coordenador de pesquisa. É autor dos livros "Wittgenstein e o Problema da Verdade" (2008), "Lógica Formal e Ética" (2009), "Hertz, Wittgenstein e a Representação do Mundo" (2012), além de um livro na área de Metodologia Científica intitulado "Manual para Normalização de Projetos de Pesquisa, Monografia e Trabalhos Científicos" (2014). Atualmente é professor adjunto (DE) do curso de Filosofia da Universidade Federal do Tocantins, bem como, Avaliador do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (INEP - MEC). É líder do Grupo de Pesquisa "Lógica, Linguagem e Ciência" cadastrado no CNPq e certificado pela UFT.

Filipe Pamplona - Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa

Astrônomo, especializado em Epistemologia e Filosofia da Física. Principais linhas de pesquisa: Filosofia do Espaço & Tempo e Fundamentos da Mecânica Quântica. Em fase de conclusão do doutoramento em Lógica e Epistemologia pelo Programa Doutoral em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade (Pd-FCTAS) da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), redigindo a Tese: "Espaço e Meio Subquântico". Pesquisador integrado do Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (CFCUL). Graduou-se em Astronomia pelo Observatório do Valongo, UFRJ, em 2012. Mestrado em História das Ciências, das Técnicas e Epistemologia (HCTE / UFRJ), em 2014. Subsidiado pela Bolsa de Doutoramento Pleno no Exterior da CAPES, residiu em Lisboa entre 2015 e 2019, desde então reside no Brasil. Extra academicamente, dedica-se às artes, principalmente à Poesia.

Leila Pereira Dias do Amaral - Propesp - Universidade Estadual do Tocantins

Graduada em Ciências Sociais, Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás-UFG e Doutora em Sociologia pela Universidade de Brasília - UnB. Como pesquisadora, desenvolvi estudos na área de Sociologia da Cultura, mais especificamente, análise sociológica a partir de obras literárias - mestrado - e a relação entre cultura e consumo dos bens culturais de natureza intangível do patrimônio cultural - doutorado. Desenvolvi trabalhos em diversas universidades, tanto na área de ensino presencial e ensino à distância, quanto em áreas administrativas, atuando como diretora de extensão, membro de comissão de avaliação e membro de comitê científico. Concluí em janeiro de 2016 pesquisa pós doutoral em colaboração com a Universidade da Beira Interior - UBI - Covilhã - Portugal, com ênfase em: direito cultural e cidadania, educação patrimonial e políticas para preservação do patrimônio cultural brasileiro e português. Atualmente sou professora na graduação e na pós-graduação e coordeno o Núcleo de Direitos Humanos - NEDIH - na Universidade Estadual do Tocantins e professora na faculdade ITOP. Tem experiência em Divulgação de Ciências. É colaboradora do Museum Alliance-NASA na Universidade Estadual do Tocantins. 

Marcelo Byrro Ribeiro - Instituto de Física - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor Associado IV do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 1998. Graduado em Física pela UFRJ (1984), Mestre em Astronomia pelo Observatório Nacional (1987), Doutor em Física pela Universidade de Londres (1992) e Pós-doutorado em Cosmologia na Universidade do Arizona (2002). Cursou parcialmente a graduação em Ciências Econômicas no Instituto de Economia da UFRJ (1999-2001). Foi Pesquisador Recém-Doutor, Associado e Visitante do Observatório Nacional (1992-1997). ORIENTOU 2 teses de doutorado, 9 dissertações de mestrado, 2 monografias de graduação e 12 estudantes em projetos de iniciação científica. É docente dos Programas de Pós-graduação em Física e Multidisciplinar em Física Aplicada da UFRJ. Atua na GESTÃO ACADÊMICA desde 1993 em comissões de graduação, pós-graduação, cargos de direção e colegiados universitários, com destaque às seguintes posições de direção na UFRJ: Superintendente de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (2017-2019) e Diretor de Graduação do Instituto de Física (2009-2010). É Coordenador do PPG Multidisciplinar em Física Aplicada desde 08/2020. Foi membro dos seguintes COLEGIADOS ACADÊMICOS na UFRJ: Conselho Superior de Ensino de Pós-Graduação - CEPG (2014-2017), Conselho do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (2006-2013) e Congregação do Instituto de Física (2008-2016). Tem experiência de pesquisa nas seguintes áreas: 1-SISTEMAS COMPLEXOS E ECONOFÍSICA, com foco na caracterização empírica e dinâmica dos sistemas complexos formados pelos agregados individuais que compõem as distribuições de renda, populações urbanas e setores industriais; 2-RELATIVIDADE GERAL E COSMOLOGIA, com ênfase na consistência teórica e verificação observacional de modelos cosmológicos relativísticos, incluindo a cosmologia relativística fractal, e geometrias com tração superluminal (warp drive); 3-ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS DA CIÊNCIA MODERNA, atuando nos temas relacionados às aplicações das teses filosóficas de Ludwig Boltzmann sobre teorias científicas como representações e pluralismo teórico, em particular a epistemologia da cosmologia científica moderna e as relações entre ciência e religião.

Marcelo do Amaral Penna-Forte - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1997), mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2006). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Ciência 

Marcia Begalli - Instituto de Física - Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Possui graduação em Bacharelado (1979) e em Licenciatura (1980) em Física pela Universidade Estadual de Campinas, mestrado em Física pelo Instituto de Física Teórica (1982) e doutorado em Física pela Rheinisch-Westfalischen Technischen Hochschule - Aachen (1989), Alemanha. Atualmente é professor associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Trabalha com Fisica de Altas Energias, participando atualmente do experimento Dzero, no Fermilab e do experimento ATLAS, no LHC, CERN. Realiza o Masterclass-Hands on Particle Physics, em colaboração com o IPPOG e com outros organizadores brasileiros, sendo a responsável nacional em conjunto com Prof. Dr. Vitor Oguri.

Mariano Gazineu Davi - Instituto de Química Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Possui graduação em Engenharia Química (1982), graduação em Licenciatura em Química (1987), graduação em Bacharelado em Filosofia (2000) e mestrado em Literatura Brasileira (2003), todos os cursos pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É Técnico Universitário Superior (Químico) da UERJ com vinculo estatutário. Desde 2003, está lotado no Laboratório de Ciências Radiológicas (LCR) do Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes (IBRAG) onde realiza trabalhos e pesquisas em metrologia das radiações ionizantes, física médica e filosofia da ciência. Atualmente trabalha em pesquisas com as seguintes linhas de concentração: dosimetria química Fricke, simulações computacionais para radiações ionizantes com método de Monte Carlo, cálculos de incerteza de medição e filosofia da ciência aplicada às radiações ionizantes e à metrologia (especialmente sobre ceticismo e incerteza de medição). Atua também, como especialista, em avaliações realizadas pelo CGCRE/INMETRO com fins de acreditação de laboratórios de calibração (norma 17025) na área das radiações ionizantes. Em 2018, ingressou no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UERJ com projeto de tese intitulado "Ciência e incerteza: o reconhecimento de limites e a atividade científica", a ser desenvolvido sob a linha de pesquisa da Filosofia das ciências.

Wigson Rafael Silva da Costa - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade NOVA de Lisboa

Doutorando em Filosofia pela Universidade NOVA de Lisboa (2021). Mestre em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2019-2021). Graduado no curso de Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Pará (2014-2018). Na graduação, pertenceu ao Grupo de Teoria Quântica de Campos em Espaços Curvos (GTQCEC), tendo atuado como bolsista sob orientação do Prof. Dr. Luís Carlos Bassalo Crispino (2014). Integrou o Grupo de Pesquisa em Nietzsche e Filosofia Contemporânea (2018-2020), coordenado pelos professores Dr. Roberto de Almeida Pereira de Barros e Dr. Ernani Pinheiro Chaves, atuando nas considerações de Nietzsche acerca do pensamento científico, bem como nas possíveis relações da obra do filósofo alemão com a de filósofos da ciência, tais como: Thomas S. Kuhn, Paul K. Feyerabend e Werner Heisenberg. No mestrado, obteve uma bolsa de investigação outorgada pela Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (2019-2021), onde investigou a influência do filósofo natural e jesuíta Ruggero Boscovich na obra do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, sob orientação do Prof. Dr. Antonio Augusto Passos Videira. É ainda membro do grupo de pesquisa, ensino e extensão Physikos - Estudos em História e Filosofia da Física e da Cosmologia (FACH-UFMS) e do grupo de pesquisa Estudos Sociais e Conceituais de Ciência, Tecnologia e Sociedade (ECTS) do Departamento de Filosofia da UERJ. Os resultados de sua pesquisa foram publicados em periódicos indexados, bem como na forma de capítulos de livros. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Gravitação e Teoria Quântica de Campos, História e Filosofia das Ciências.

Rafael Velloso Luz - Instituto de Filosofia e Ciências HumanasUniversidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), na linha de pesquisa em Filosofia da Ciência e Teoria do Conhecimento. Graduado em Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Possui experiência em Divulgação Científica e Educação/Ensino em Ciências, tendo atuado como bolsista de Iniciação Científica no Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). Atuou como pesquisador no Instituto Nacional de Comunicação da Ciência e Tecnologia (INCT). Realiza estudos na área de Filosofia da Física, com recorte para problemas conceituais em interpretações para a mecânica quântica. Tem experiência em estudos sobre características ontológicas e epistemológicas da interpretação quântica. 

Rodolfo Petrônio da Costa Araújo - Faculdade de Filosofia - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro 

Possui graduação em engenharia naval pela UFRJ (1980), mestrado em filosofia pela UFRJ (2004), e doutorado em filosofia pela PUC-Rio (2008). Realizou estágio pós-doutoral na UERJ entre 2009 e 2010. Atualmente é professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), sendo líder do grupo de estudos em filosofia e ontologia da natureza (GEFONT), certificado pela UNIRIO no diretório de pesquisas do CNPq.

Sandro Fonseca de Souza - Instituto de Física - Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutor em Física pela UERJ. Pós-doutorado em Física pelo CBPF (2011-2012) e pelo CERN (2010-2011) e (2017). Professor adjunto no Departamento de Física Nuclear e Altas Energias da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e colaborador do experimento CMS/LHC na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear - CERN desde 2007, sendo bolsista de Produtividade nível 2 do CNPq e também bolsista do programa de Jovem Cientista do Nosso Estado pela FAPERJ. Membro ativo de diversas sociedades científicas como Sociedade Brasileira de Física - SBF, a SBPC e American Physics Society hà quase 10 anos.  

Verusca Moss Simões dos Reis  - Laboratório de Cognição e Linguagem (LCL) - Universidade Estadual do Norte Fluminense

Professora Associada da Estadual do Norte Fluminense (UENF) no Laboratório de Cognição e Linguagem (LCL). Integrante da Pós-Graduação de Cognição e Linguagem (PGCL/UENF). Possui doutorado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2010); Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005); Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999). Pós Doutorado (PDJ/CNPq) em Filosofia na UERJ. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Ciência, atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos Sociais de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS); Science Studies; Novo Modo de Produção na Ciência Contemporânea; Mercantilização da Ciência; John Michael Ziman. Coordenadora do Projeto de Extensão "Oficinas Filosóficas em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS)" e Co-coordenadora do Projeto de Extensão "Saúde Mental dos Estudantes da UENF através de Rodas de Conversas"; Ex-coordenadora de extensão do CCH/UENF; Ex-representante docente no Consuni; Coordenadora da disciplina Filosofia e Educação do curso de pedagogia do CEDERJ.